segunda-feira, março 11, 2013

Dieta pré páscoa

Coelhinho da páscoa o que trazes pra mim? Um quilo, dois quilos, três quilos assim.

A páscoa está tão pertinho. Que novidade estou contando, né? rsrs. Pois é, mas esse ano estarei preparada para ocasião. Nada de um quilo, dois quilos, três quilos assim. Nada disso! Não, não, não! Estou a postos, vigilante para não receber essa visitinha desagradável. 

Antes da cirurgia eu não ligava muito para doces não, meu paladar era predominantemente salgado. Agora eu não sei o motivo, mas sou doidinha por doces, uma formiga. Coisa mais doida! E uma das coisas que meu cirurgião me avisou antes de operar foi: abusar dos doces sabota o sucesso da cirurgia. E ele falou certinho. Você já percebeu, que quando você come algo como uma pizza, você come um pedaço e pronto, encheu, não cabe mais, saciou. E o doce? O doce você pode enjoar, mas encher não. Aí que mora o perigo. Extremamente calórico, não dá sensação de saciedade e você vai comendo, comendo e quando percebe aumentou do peso, num piscar de olhos. Outro risco que corro é que não sinto dumping com chocolate, então tenho que ficar ligada para realmente não abusar.

Por isso decidi usar uma estratégia a me preparar para páscoa de uma maneira diferente. Domingo, para pagar meus pecados, já comecei a receber chocolate. Fui a casa da Fernandinha e ela já me deu chocolate. Normalmente sempre recebo um ou outro mimo de alguém. E como ganhar peso não é uma opção fiquei pensando o que poderia fazer, e a idéia é fazer uma dieta restritiva com os carboidratos nas próximas duas semanas e poder comer meu ovo de páscoa tranquila, rsrs. Ah! Depois também vem uma dieta mais dura, carboidratos e doces. 

Quem tem problemas com peso tem sempre que se policiar, isso não é neura não, é precaução ou melhor: sustentabilidade, rsrs. É importante saber aproveitar bem as coisas da vida, mas sem deixar que elas me prejudiquem como antes.


3 comentários:

  1. adorei a história da sustentabilidade! hahaha

    concordo que não é neura, quando é feito dessa forma que vc falou, reduzir umas coisas pra poder ter o direito de ser normal e fazer o que é comum se fazer nessa época, sem exageros.

    espero chegar a esse nível de evolução! kkk

    beijos e boa sorte nessa missão!

    ResponderExcluir
  2. Ai Raquel.. nem me fala em páscoa! (pelo menos no sentido do chocolate, não! rsrs)
    Tô aqui de cabelos em pé pensando nisso. E já estou decidida a não comer chocolates. Auto flagelação? Não!
    É que eu tenho passado por uns perrengues do tipo dumping com umas comidas/preparações aparentemente inofensivas... fico arrepiada só de pensar o que pode ocorrer com um chocolate dentro de mim! hahahahahaha
    Será que consigo?! Problema é que eu adoro os brindes dos ovinhos (acho que não tive infância! hahahaha). Então, o que eu ganhar, vou doar a parte boa pro namorado (chocolate), e ficar só com o que me cabe (brindes!).
    Tô botando a maior fé no teu esquema preparatório!
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Ótima ideia, vou aderir rsrsrs!!! E que venha a páscoa... Beijos

    ResponderExcluir