domingo, maio 27, 2012

Depois de operada criei coragem para (1)

Felicidade que transborda
Parece não querer parar
Não quer parar
Não vai parar


Desde o momento que recebi o convite uma ansiedade crescente nasceu em mim.  Na cabeça uma dúvida começou a me perseguir. "- Eu a encontraria lá?" Inquieta, me sentindo uma criancinha liguei para minha amiga e perguntei: - Você acha que ela vai estar lá? Ela achando graça da minha infantil ansiedade respondeu: - Acho que sim.

Meu coração estava torcendo para que ela realmente estivesse lá. Foi com essa inquietudade  no coração que tive a sensação que as semanas passavam lentamente. A expectativa era enorme e quando finalmente chegou o grande dia acordei sobressaltada. Meu primeiro pensamento foi: "- É hoje." A pergunta que não me deixara nas últimas semanas voltou com mais força: "- Ela estaria lá?"

O dia transcorreu de maneira tranquila mas entre uma atividade e outra eu sempre me surpreendia pensando nela. Quando, por fim a noite desceu e o tão esperado momento chegou, meus olhinhos ansiosos a encontraram quase instantaneamente. Vibrantes de alegria os observavam encantados.  E lá estava ela, o tão esperado momento havia chegado, e o melhor de tudo era que dessa vez seria diferente.

Eu já tivera muitas oportunidades, em  outras diversas ocasiões, de realizar este sonho. Mas  estranhamente, sempre a observava a distância, sempre deixando a oportunidade passar.  Mas aquele dia seria diferente, seria o dia que finalmente deixaria de lado toda a timidez ou acanhamento, escutaria meu coração.

Dominando um pouco  a ansiedade fui cumprimentar os anfitriões, conversar com minhas amigas e aproveitar a festinha.

Não tive que esperar muito até que meu momento chegasse, e mesmo me sentindo um pouco envergonhada estava decidida, tirei meus sapatos e subi. Com o rosto afogueado e o coração batendo a mil, tomei impulso e dei primeiro pulo. Fechei os olhos e instantaneamente voltei a ser criança. Por alguns segundos a memória se abriu e como num filme revivi minha infância, com suas brincadeiras, seus sabores, seus cheiros, suas canções e sua alegria. Empolgada e sem pensar em nada mais eu pulei e pulei. Pulei tudo o que não pulei todos estes anos. Pulei até ficar esbaforida e contentíssima desci da cama elástica. 

Com o coração leve e cheio alegria pude perceber o quanto fora boba, o tempo perdido não volta jamais. Mas naquele momento eu não queria pensar nisso, só queria agradecer à Deus pela minha vida, por aquele momento tão alegre e também por ter me dado a oportunidade de recomeçar. Olhei para minhas amigas que riam de minha loucura e ri também. Com 30 anos realizei o sonho de pular numa cama elástica. Infantil? Talvez sim, mas também gostoso demais.
  

13 comentários:

  1. hehehe, só você mesmo hein tite!!! Ela estaria lá?!! Se eu soubesse que vc tava tão eufórica pela cama elástica!! Que bom amiga que você realizou um dos seus sonhos, eu fiquei super feliz por você!! Beijos e que venham mais sonhos!! ;)

    ResponderExcluir
  2. Nossa até me arrepiei, entendo perfeitamente essa ansiedade, parabéns, agora você PODE!!!! Beijos e sucesso.

    ResponderExcluir
  3. Oi Raquel, nossa parabéns por realizar seu sonho, eu não vejo a hora de poder realizar os meus, e que os muitos kilos a mais me impedem... É estranho né, como algumas coisas que para algumas pessoas são normais e comuns pra gente é um sonho que muitas vezes parece inatingível, o meu tem sido usar meias 3/4, porém com essas coxas enormes e roliças nenhuma me serve, só depois da cirurgia hehehe, tomara que todos seus outros sonhos se realizem, beijocas =**

    ResponderExcluir
  4. que post emocionante!amei
    emfim conseguiu realizar teu sonho,fiquei mt feliz por ti!
    está uma belezinha hein,adorei as fotinhos.tmb estou louca que chegue o dia que eu possa voltar a usar as minhas saias.adoroo.bjs

    ResponderExcluir
  5. oi flor, que lindo o post. Parabéns por realizar seu sonho e por estar assim tão determinada. Fico muito feliz!
    Respondendo seu comentário no blog, minha mãe também é diabético e teimosa com a alimentação, sei bem como é. A diabetes é uma doença silenciosa, e as complicações aparecem mais tarde, por isso as vezes as pessoas não se cuidam tanto, achando que não é nada de mais.
    Beijos e boa semana linda

    ResponderExcluir
  6. Parabéns linda, como é bom saber que vc está feliz, nesta foto vc esta otima.
    beijos, que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  7. Ah, vc fez muito bem... Talvez um dia eu faça tb.
    Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  8. Que lindo isso de vc realizar esse sonho!
    As vezes só damos valor nas coisas simples da vida quando não as temos.
    Achei emocionante mesmo, de coração!
    Eu quero MUITO entrar na piscina de bolinhas com a minha filha, e conseguir me levantar sem parecer uma das bolinhas que criou vida sabe.
    Mas ainda há de acontecer isso.

    A propósito, menina, como vc está LINDA!

    Beijos e boa semaninha

    ResponderExcluir
  9. Deve ter sido MARA. Cada passo uma conquista...

    ResponderExcluir
  10. sempre quis pular na cama elastica mas e a vergonhaaa
    aahhh que deliciaa hehehehe

    bjus flor

    ResponderExcluir
  11. Cama elástica!
    Não sei qual é a sensação de brincar com uma...
    Mas deve ser mágica...rsrsrsrs
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. que bom raquel fazer aquilo que se deseja, aqui que faz bem a vida e alegra nosso coraçao. que venha outros pulos.... abraços lamarque

    ResponderExcluir
  13. Raquel, sumiu, tá tudo bem?? Saudades de ler seus posts...

    ResponderExcluir